28 mai de 2012
 

escrito por: em Dicas, Histórias, Viagens

Pois é galera, como tinha prometido, aqui está a segunda parte sobre a viagem à República do Chile. Trip realizada com minha namorada Ana.

Dessa vez, a parada foi em uma cidadezinha localizada aos pés do Vulcão Villarrica, na Região dos Lagos.
Com aproximadamente 25 mil habitantes e a 780km da capital chilena, Pucón conquista a todos pelo seu charme e belezas naturais.

A temperatura pode variar de 3ºC no inverno a 25ºC no verão.

A cidade atrai todo tipo de turista. Para aqueles que querem relaxar, Pucón oferece várias opções, como caminhadas pela beira dos lagos e parques, termas naturais (onde a temperatura de algumas podem atingir mais de 40ºC), até um passeio pelas ruas da cidade já desperta uma certa paz, devido a sua tranquilidade e beleza que é a cidade como um todo.

Pucón também é ideal para aqueles que são atraídos por aventura e adrenalina. Para isso, o lugar oferece um grande número de atrações, como paraquedismo, rafting, mountain bike, escalada ao vulcão e, no inverno, esqui e snowboard são ótimas alternativas também.

Chegando à cidade, recomendo dar um pulinho no Centro de Informações Turísticas, que fica na Av. O’Hoggins 483 (principal rua da cidade). Lá funciona todos os dias das 9h às 19h e no verão vai até as 22h. Quando estivemos lá, fomos super bem atendidos. Nos deram mapas e várias dicas de onde ficar, comer e o que fazer na cidade.

 

Ver texto completo »

Do que se trata

, , , ,
 

26 mai de 2012
 

escrito por: em Histórias, paraquedismo, vídeos

Alguns de vocês já devem ter assistido à este vídeo e acho que ficaram tão revoltados quando eu.

Uma senhora completa 80 anos e para comemorar essa data mais que especial, decide realizar um sonho, saltar de paraquedas. Até aí tudo bem, pra mim independente da sua idade, se você tem um sonho, vá em busca para consegui-lo.
Mas, essa senhora foi um pouco infeliz na escolha da escola e principalmente na “escolha”do instrutor.
Assistam ao vídeo e vejam o absurdo que esse idiota foi capaz de fazer.

Ver texto completo »

Do que se trata

,
 

17 mai de 2012
 

escrito por: em Histórias, paraquedismo, Viagens

Feliz Ano Novo!

Pois é galera, depois de alguns pedidos, solicitações, e-mails, cartas, sms, xingamentos e duas tentativas de suicídio, enfim, saiu o novo layout do antesdos30. #todoscomemora

Lançado em 11/01/2010, o blog tem o intuito de contar histórias das minhas mochiladas, dar dicas de viagens, roteiros e dividir com vocês coisa úteis e inúteis, tudo isso antes de completar minhas 3 décadas de vida.

A Trip dessa vez, foi uma visita de 4 dias a Sampa (mais conhecida como São Paulo), com o objetivo de realizar o segundo salto de paraquedas.

Nessa viagem fui acompanhado por mais 2 amigos, Thiago (mago) que foi realizar seu primeiro salto e Rafael que foi humilhar a gente com seu centésimo sexagésimo salto.

Ficamos hospedados na casa de um outro brother, Senhor Biel, o mesmo que fui para os Lençóis Maranhenses (links da trip: http://antesdos30.com.br/sao-luis-e-os-lencois-maranhenses/ e http://antesdos30.com.br/sao-luis-e-os-lencois-maranhenses-ii/). Lá ele divide o Apt. com mais dois amigos, Matheus Calafange e Rodrigo Aguiar.

Nesses quatro dias em Sampa, conhecemos praticamente a cidade toda a pé, levamos 2 dias só para cruzar a Av. Paulista inteira (dormindo nos bancos e calçadas), mas é claro que o velho metrô quebrou um super galho.

Dessa vez a visita foi muito mais produtiva, mesmo sem ter um roteiro definido. Conhecemos alguns dos “pontos obrigatórios” que todo turista precisa conhecer, entre eles o Mercado Central e seu super sanduíche de mortadela com o velho chopp gelado pra acompanhar, a Vila Madalena e suas milhares opções de bares, a Av. Augusta onde logo de cara achei massa por ter opções de bares e boates para todo tipo de público e bolso, Jardim Botânico, a Rua dos Cd’s e Dvd’s mais conhecida como Santa Efigênia e por aí vai.

 

Ver texto completo »

Do que se trata

, ,
 

6 set de 2011
 

escrito por: em Dicas, Histórias, Viagens

Pra variar, toda viagem que faço tem uma resenha diferente pra contar.
A viagem estava marcada para 07.jun e devido a um leve contratempo, tivemos que adiar nossa ida. Sim, nossa, afinal, dessa vez não fui sozinho, Aninha teve que me aturar por 13 dias nessa viagem fodástica ao Chile.

Sim, caceta, e o contratempo? Ahhh, o contratempo. Como todos devem ter ficado sabendo, um vulcão decidiu entrar em erupção de propósito só pra foder com nossa viagem. O Puyehue, que estava “adormecido” desde os anos 60, resolveu filhadaputiciar com alguém e esse alguém fomos nós. Tivemos que adiar nossa viagem para o dia 12.jun.

Tínhamos feito um roteiro para 11 dias de viagem. Nele, além da capital chilena (2 dias e 1/2), nos programamos para conhecer Pucón (5 dias), Puerto Varas (3 dias), Puerto Montt (não chegamos a ir), Viña del Mar, Reñaca e Valparaíso (1 dia para os três já que são todas praias vizinhas).

Agora vamo deixar de lenga-lenga e falar sobre o que interessa.

Ver texto completo »

Do que se trata

, , ,
 

3 jun de 2011
 

escrito por: em esportes, Histórias, paraquedismo, vídeos

Depois de meses de organização e anos de espera finalmente concluí mais um sonho @antesdos30.

Desde o ano passado vinha combinando com @ericksantana pra realizar esse salto em João Pessoa-PB, mas depois de todo o rolo doido que teve entre o aeroclube e a prefeitura de Jampa, decidimos ir pra Boituva-SP (capital nacional do paraquedismo) e fazer essa loucura.

Acompanhado dos amigos @ericksantana e @davidsonsantana, saí de Recife-PE até a capital nacional do Dinheiro (São Paulo-SP), onde ficamos “arregados” na casa de @realeden o fim de semana.
Pelo pouco tempo que tive, não conheci Sampa muito bem, mas deu vontade de voltar pra conhecer melhor, mas isso vai ser uma outra história.

Depois de umas 2h de viagem, finalmente chegamos ao Centro Nacional de Pára-quedismo em Boituva.
Assim que chegamos sentimos logo o clima daquele lugar, que putaquepariu, deixa qualquer amante desse esporte entusiasmado, a adrenalina foi batendo e a vontade de saltar aumentando.

A escola que escolhemos foi a Paraquedimos Boituva, fomos muito bem atendidos, tanto pelas recepcionistas quanto pelos instrutores, no site deles dá pra ter uma noção de como a escola é requisitada.

Sobre o salto:

Investimento: R$ 390,00 (Salto Duplo com filmagem HD Handycam)
Instrutor: Tô ligado (recomendo o cara, gente fina d+)

 

Meu 1º salto de paraquedas. Boituva/SP por brunomoch no Videolog.tv.

 

A hora que cheguei na porta do avião é que cai a ficha da loucura que é se jogar daquela altura, mas uma coisa posso dizer sobre o salto, não existe sensação igual, é impossível descrever, porém uma coisa é certa, foi uma das melhores coisas que já fiz na minha vida, recomendo a todos e em breve saltarei de novo.

Do que se trata

, , , ,
 

31 jan de 2011
 

escrito por: em Histórias, Viagens

Nas minhas primeiras férias do trabalho (com a sensação de que “virei gente grande”), fui-me embora pra Buenos Aires. Minha irmã e eu planejamos essa viagem com um mês de antecedência mais ou menos, e faltando menos tempo, meu primo decidiu ir conosco.

Viajei pra lá dia 12 e voltei dia 27 de janeiro, pleno verão. Foram 15 dias de muito calor kkkk…

Em 15 dias dá pra fazer um montão de coisas, e o melhor, fazer tudo sem pressa. No meu roteiro tava tudo dividido. Tinha dia reservado pra conhecer cada lugar, pra fazer compras, e claro, para gravar o Gabi poraí.

Não vou falar de tudo, pq se eu fizer isso, vocês vão cansar de ler de tanto que vou escrever! =P Filtrei algumas coisas e ainda assim, escrevi demais! kkkkk

Vou começar pelos passeios. No centro: o palácio Barolo (uma das dicas especiais da minha amiga Carol).Fica na avenida de Mayo, indico a todos. É um prédio que foi construído totalmente baseado na Divina Comédia. Fizemos a visita com um guia mais que legal. Ele explicou cada detalhe da construção. Passamos pelo inferno que fica no térreo, subimos até chegar no purgatório e subimos… subimos… subimos mais um pouco e subimos de novo (rsrsrs) e chegamos no céu. \o/

Lá de cima temos uma vista linda da cidade, bem lá do alto mesmo. Sentamos numa espécie de cúpula de vidro que fica no topo do prédio, um lugar apertadinho que dá até um medinho, mas vale a pena. É massa, eu recomendo.

Rua Florida: essa é um ponto clássico, mas tenho que falar dela pq é uma verdadeira loucura! Gente que só a gôta serena passando pra um lado e pro outro… E o povo puxando (literalmente) a gente pra dentro das lojas. Era muito pior que os vendedores da Esposende. Juro. Kkkkkkk… O que você mais encontra lá são os artigos em couro.

Porto Madero: acho que esse lugar deve ser a paixão de todo mundo que visita a cidade, eu mesma me apaixonei. É agradabilíssimo. Tão legal que voltamos lá diversas vezes só pra ficar andando de um lado pro outro, sem fazer nada.  Tire uma foto na Ponte da Mulher, se possível, tire uma de dia e uma de noite quando ela fica linda, toda iluminada. Em Porto Madeiro tem uma coisa que eu indico demais: o Casino flutuante. É um casino gigantesco que fica dentro de um barco, é muito lindo. Tiramos muitas fotos na frente e no hall de entrada. Dentro não é permitido fotografar para preservar as pessoas que estão jogando. O piso é de carpete colorido, e ele é todo iluminado, dentro e fora. São inúmeras máquinas e mesas de jogos, além de muita gente de todas as idades jogando (a partir dos 18 anos, claro). Pra segurança, é bom ir de táxi e voltar também. Na volta, pegue um táxi que esteja dentro do estacionamento do Casino e anote a placa. As pessoas que saem de lá, principalmente os turistas, são muito visados, afinal é um casino! Teoricamente todo mundo sai de lá com dinheiro (não no meu caso, que só fui peruar e conhecer kkkk). A entrada é gratuita.

Feirinhas: tem uma feirinha de artesanato massa na Praça Francia, em Recoleta. A feira começa de umas 11h e fica até umas 19h, todos os sábados.  Também tem a famosa feira de antiguidades de San Telmo, que acontece todos os domingos. As feirinhas de artesanato são muito comuns por lá. Eu fui em algumas, mas as que eu mais gostei foram essas.

Caminito: adorei! Meu lugar favorito. Levei uma queda da escada.. a videocassetada tá lá, no final do vídeo do Gabi poraí! Kkkkkkk… Pois é.. minha irmã filmou a queda e Rodrigo colocou na edição do vídeo. =P Foi engraçado.

Palermo: bairro lindo, cheio de áreas verdes. A começar pelo Jardim Botânico, que ficava em frente ao meu ap. É fechado, mas não paga pra entrar. Só fica aberto até às 18h30 (pelo menos no verão). Depois vem o Zoo de Buenos Aires que é demaiiiiis!!! Fica ao lado do Jardim Botânico. Depois ande mais um pouquinho e vá lá no Roseiral (Rosedal). Andamos de pedalinho, e depois fomos dar uma volta no roseiral. Alguns bancos por lá falam com você, não se assuste! Kkkkkkkkk… A gente sentou num banco do parque e de ele repente começou a tagarelar… depois do susto, morremos de rir! =P O Roseiral é lindo, deve ser mais ainda na primavera. Por fim, o Jardim japonês. Que belezura de lugar viu? Vá pra Buenos Aires e num vá pra esses lugares não, pra você ver…! Vai se arrepender! =P

Depois desses passeios em Buenos Aires, resolvemos dar uma volta pelos arredores da cidade. Fomos pra cidade do Tigre. Achei a arquitetura da cidade bem austríaca =) muito fofa! Fizemos o passeio de barco e depois fomos nos divertir no parque de  la Costa! Um parque de diversões bem legal.

Zoológico de Lujan: imagina você entrar na jaula de 2 tigres e alisar as costas deles? Morri de medo, mas entrei. Se você curte a ideia de pegar filhotinhos de leão no colo, ou de andar num dromedário, ou dar maçã pra um elefante comer, não perca a oportunidade de ir nesse Zoo. Ele não é bonito, então não vá pensando que ele é como o Zoo de Buenos Aires, pois o objetivo dele é outro: a experiência com os bichos. Mesmo medrosa do jeito que sou, adorei a sensação.  Quando chegamos lá, fomos recepcionados por dezenas de patos que ficam soltos seguindo a gente por causa de comida. Muito engraçado. Não exploramos muito pq o calor tava grande demais, estava impossível. Mas o que fizemos foi suficiente para dizer que a viagem de quase 2h até lá, de ônibus velho caindo aos pedaços, valeu a pena. =) É, o ônibus da ida era muito velho, não tinha ar e era todo esculhambado. Mas o da volta foi ótimo. É na sorte mesmo! Kkkkkk

Colônia Del Sacramento (Uruguai): a cidade é linda, tem uma história interessante, mas confesso que não gostei muito do passeio. Compramos um pacote pelo Buquebus que incluía transporte, guia e almoço. O problema é que passamos muito tempo nessa cidade e ela é tranqüila demais, não encontramos nada pra fazer. Giramos a cidade em 30 minutos, subimos no farol, entramos na igreja, no casino, giramos, giramos… e ainda faltava mais de 1h pra pegarmos o ônibus de volta pra o porto, para assim pegar o navio e voltar pra Buenos Aires. Então sentamos num banquinho e ficamos lá esperando… esperando… A comida do restaurante era muito ruim, enfim, conhecer a cidade foi legal, mas não achei que valeu muito a pena. Mas conheço pessoas que amaram lá. Essa foi uma percepção minha.

OUTRAS CONVERSAS

Pombos: lá tem mais pombo do que gente. E eles são meios doidos… tiram fino da gente.. Dava cada grito no meio da rua! Corria, me abaixava.. Enfim, uma ginástica pra desviar, uma loucura! Kkkkkkk

Clima: como já falei, no verão, o sol é de rachar. O dia tem sol até as 20h, sem brincadeira nenhuma. É muito doido isso..

Transporte: o táxi lá é realmente mais barato. Tinham me dito que eles são loucos na direção, mas, por sorte, só pegamos um que era desvairado, os demais dirigiram bem. Mas, sinceramente, preferi andar de metrô. Por ser muito barato, o taxista enrola você, dá voltas pra chegar onde você quer… Já o metrô não, você sabe exatamente onde vai chegar e ninguém enrola você… Além de eu ter achado melhor, ainda economizei um monte, pq mesmo que o táxi seja barato, nada se compara a passagem de metrô que custa $ 1,10 (isso em real dá no máximo uns R$ 0,60, dependendo da cotação). Obvio que tem lugares que o metrô não chega, então não tem como fugir do táxi. Fora isso, andei muito.. Acho que não existe melhor forma de conhecer do que caminhar. É ótimo deixar a preguiça de lado e ir de expresso canelinha para o máximo de lugares que aguentar! =)

Câmbio: não levei nem 1 centavo de peso, troquei tudo por lá. Mesmo que eles aceitem real nas lojas, não é vantagem para nós, pois o câmbio nas lojas é geralmente $ 2,00 pra R$ 1,00. E eu consegui trocar por $ 2,32. A gente pensa que não, mas é uma enorme diferença quando você troca um volume grande de dinheiro. No Buquebus, em Porto Madero, foi onde encontrei essa cotação, foi a melhor que achei, tirando a do Banco da Nação do aeroporto que tava $ 2,40 (não achei nenhum banco na cidade, pelo menos os que eu procurei, que trocavam real por peso, só o Banco da Nação do aeroporto mesmo). É bom se ligar nas notas falsas, lá tem um bocado. Toda nota verdadeira tem uma marca d’água e as notas mais altas tem aquela tarja que tem na nossa cédula. A nota falsa tem um papel diferente, não tem a marca d’água e nem a tarja. Não tenha vergonha de colocar a nota na luz pra conferir, todos fazem isso por lá. =)

Comida: me disseram que era baratíssimo, mas sinceramente achei o mesmo preço daqui. Não sei se é pq eu só como porcaria aqui e também só comi porcaria lá… Mas achei equivalente. Não gostei do sabor da comida, devo ser muito exigente, pq conheço um monte de gente que ama a comida de lá! Kkkkkkk =)

Hospedagem: se não tivesse alugado um apartamento, ficaria com certeza, num hostel. Adoro. São sempre baratos e muito legais (claro que você precisa procurar, né?). Mas alugar um AP é uma ótima também. Você se sente mais livre e à vontade. E o preço também é bom.

Obs.: para quem é desligado: lá ocorrem muitos furtos. Nada violento. Fingem que esbarram e quando você vê, já levaram sua carteira! E são pessoas bem vestidas, senhoras, jovens, etc. Qualquer um pode lhe roubar. Até os taxistas, que por sinal, neles você deve prestar bem atenção. Ande sempre com  notas baixas pra receber o mínimo de troco possível, pois é no troco que eles lhe darão notas falsas! É babado! kkkkk Comigo não aconteceu nada, mas dentro de uma loja no shopping Galerias Pacífico que eu estava, uma brasileira foi roubada. Mas foi pq ela estava lá, toda alesada, com a carteira dando sopa. É só colocar a bolsa pra frente e andar como se estivesse na rua das Calçadas em Recife! Kkkkkkkkk =P

O Gabi poraí

Gravei dois vídeos por lá. Minha irmã ajudou filmando. Claro que deixamos a desejar na escolha do local, tinha muita interferência sonora. kkkk… Na hora não percebemos os barulhos da rua! Kkkkkkk… Mas mesmo assim os vídeos ficaram legais. O primeiro já está no ar.

GABI PORAÍ #27 – Mapa Mundi

Do que se trata

 

18 jan de 2011
 

escrito por: em Dicas, fotografia, Histórias, Viagens

Para esse meu post inaugural vou falar como sobrevivi em Santiago durante 5 dias, sozinha e sem celular ( Graças a Operadora Claro! Eternamente Grata! ¬¬)

Chegar em Santiago foi massa,primeira viagem internacional e sozinha! O carinha da imigração com aquela cara de desconfiado, a minha mão tremendo entregando a identidade ,uma fila dos infernos para passar, o vôo que tinha atrasado e chegado no fim da tarde. Uma delícia… mas como o que vale é o que importa! Pensamento positivo: PQP, minha primeira viagem fora do Brasil! E eu mal falo espanhol! LOL
Depois de duas horas para passar pela imigração e pela alfândega (essa parte foi um terror) Yes! Cheguei do lado de fora do aeroporto e olhei pro lado a procura de taxi. Momento estranho 1 – os taxis de Santiago são loucos, tem de vários tipos e cada um tem uma tarifa diferente pra o mesmo lugar. Tem táxis que meio que são lotações, onde se vc dá a mão e já tem alguém dentro, é só chegar e sentar. Tem frescura não!!!
A tarifa é o seguinte vc diz onde é e o taxista passa um rádio para a central e eles respondem qto é. Teve dia que eu paguei 8.000 pesos (+/- R$ 30,00) e teve dia que só paguei 5.000 e tava indo do hotel – centro de convenções. Mas aí depende da companhia lá deles. Cada um tem seu preço, se num quiser pode descer!

Dica 1 – se vc, diferente de mim, ta com uma galera e ta sem material ( eu tinha que levar caixas todos os dias)pegue um dos táxis coletivos, são mais baratos! Eu não andei de metro e nem de busão lá, mas via vários em todos os cantos. Ou seja, não é difícil se locomover por lá, creio eu.
Cheguei domingão no hotel, maravilha, um calor dos infernos , parecia Recife! Desci logo na recepção atrás de mapinha e informações de passeio. Meu passeio de segunda estava planejado!

Dica 2 – Fique hospedado no centro! A maioria dos pontos turísticos fica no centro e tem mto hotel e albergue pela região. Sem falar que Santiago é cidade planejada, é bam facinho de andar e não se perder e tinha mta puliça! Caso vc seja um Recifense apovorado!
Como eu sou mulher, tava sozinha num país estranho e meu portunhol tava meio enferrujado optei por esses passeios de busão (citytour) que eu oooodeeeio. Porém era o mais seguro para uma jovem donzela como eu. Mas depois que eu descobri que a maioria dos locais que eu visitei estavam a 2 quadras atrás do meu hotel, me arrependi de ter pago R$70,00 contos por um passeio de 4h pelo centro histórico de Santiago! (Podem rir agora! Fumo dos infernos!!)
Mas valeu a pena, além de ter ouvido a explicação do guia (que conhecia Recife e ta me pediu pra dançar Frevo) conheci Flavinha (brasileira de férias com a família) que tirou as minhas fotos e me emprestou a câmera dela qdo a pilha da minha câmera descarregou.

Dica 3 – Não seja anta como eu. Tá num lugar legal e sua câmera funciona com pilha? Leve pilha reserva! O mesmo vale para cartão de memória! Não deixe de registrar os momentos, por mais bestas que pareçam! Tire foto de tudo, é melhor sobrar do que faltar!
Digo isso pq Santiago é mto bonita, a arquitetura dos prédios é massa, e segundo o Guia foi inspirada nos prédios europeus.

Se tu for, tu tem que ir no:

- Cierro Santa Luzia, é uma espécie de forte antigo que tem um mirante de onde se tem vista de toda a cidade. Meninas, tem uma feirinha que vende um monte de biju linda! Ao longe vc consegue ver as montanhas que cercam a cidade e no topo delas, neve!!!Não tenho fotos pq estava muito nublado nesse dia! Tb tem uma fonte dos desejos cheio de moedinhas , provavelmente de mulheres pedindo pro casamento sair logo! Eu não pedi isso, claro! LOL
- Mercado Central – Onde se pode comer o melhor dos frutos do mar, além de ter um mói de garçom brasileiros todos os restaurantes lá aceitam real e já te dão a conta com o valor em dólar,peso chileno e real. Caso vc não tenha trocado o dinheiro. Recomendo tomar suco de Chirimóia ( acho que escreve assim) é parecido com graviola mas bem mais suave como se fosse um suco fraco, e é bem docinho. É uma delícia. O preço da comida é um pouco mais caro, o prato individual sai em média entre R$ 40 e R$ 50, dependendo do que vc pedir. Mas é muito saboroso então aconselho vc se permitir um luxo raro desses. Hehehe
No mercado tb tem artesanato e o carinha tb diz o valor em real! Vale muito a pena passar por lá
- Museu de Belas Artes – Tava fechado no horário q eu fui,mas por fora é lindo. Pra quem gosta de arte, vale conhecer!
- Praça de las Armas – é a parte mais legal da cidade, é onde estão os prédios do palácio do governo, da presidência, correios e onde fica uma das mais belas igrejas que já vi , a Catedral de Santiago. Linda e enooorme!
- Bairro BelaVista – O bairro das baladas e dos barzinhos. Dica para as meninas: Os chilenos (dizem…dizem, ouvi falar) tem “medo” de brasileiras pois somos mais simpáticas e comunicativas que as chilenas. Ao verem um gatinho,take it easy ou ele corre! Dica para os meninos: Vcs vão sentir falta das brasileiras!Boa sorte! LOL
E pra finalizar o passeio,a melhor parte!Fomos ver uma dança típica chilena chamada “ La Cueca”, isso mesmo! E advinha quem foi convidada para dançar após o casalsinho ter feito a sua apresentação?? Eu! E claaaaro que eu topei, só eu tenho cara de pau para pagar mico em terras estrangeiras. A dança é basicamente fazer o que o outro está fazendo , usa-se um lenço e os pares devem sempre estar se olhando! Uhauhauahah
Dica 4 - Se vc tiver mais endinheirado q eu tem tour saindo todo dia para passeio nas montanhas e Viña Del Mar. Média de R$ 120,00 por cabeça o passeio de 8horas. Eles te pegam no hotel e depois te deixam lá.
Dicas extras!

- Devido à localização geográfica a qualquer momento pode esfriar ou esquentar, então leve SEMPRE um casaco e toquinha! Botas Tb são úteis! Li uma vez que vc consegue eliminar boa parte do frio aquecendo bem a cabeça e os pés e comigo sempre funciona.

- Os chilenos são simpáticos e se esforçam para entender aquele seu portunhol aprendido na escola;

- Chilenos tem uma rixa com os peruanos principalmente pq há muitos deles ilegalmente no país. Problema de imigração lá, evite falar do Peru!

- Se vc for a partir de novembro vc pega o horário de verão, que é o mesmo horário de Recife e tem sol até umas 8 da noite! É bizonho!
- Na ida ou na volta pegue vaga na janela do avião, vc vai ver o quão lindo é a Cordiheira dos Andes!

- Vc anda nas ruas e escuta português. Tem muito brasileiro por lá então se bater desespero grite heheheheh

- Essa última vale para qq lugar do mundo, quer conhecer uma cidade? Ande por ela! Caminhar mesmo!Pegue o mapa, deixe de frescura e ande! hehe tome cuidado, óbvio! Mas ande, converse com as pessoas nos restaurantes, no hotel,sente na pracinha e observe as pessoas, como elas se comportam. Dê uma olhada ao redor e vc vai ver tanta coisa que nenhum guia da melhor agência de turismo pode te ensinar.

Fonte dos Desejos

Tutorial para jogar moeda na fonte

Mercado Central

Museu de Belas Artes

Arranje alguém pra tirar foto sua

Casa do presidente

Catedral de Santiago - Linda demais

Eu e os correios

Marco Zero

La Cueca

Eu e La cueca

Andes - coisa linda demais!

Michelly Oliveira

@Chelly_Muse

Do que se trata

, , ,
 

9 dez de 2010
 

escrito por: em fotografia, Histórias, Viagens


Esse foi um dos dias que mais andei na minha vida, tinha decidido fazer todo o roteiro a pé, foram mais de 10 horas seguidas apenas com um copo de água na barriga de manhã até a noite, mas foi também um dos dias mais proveitosos pra conhecer as entranhas da capital Portenha.
Ver texto completo »

Do que se trata

, , , , ,
 

escrito por: em Histórias, Viagens

Parte 2

Barreirinhas – Caburé – Atins

Sábado foi um dia mais light, não tinhamos passeio certo pra ir, decidimos ir tomar aquela breja em um bar a beira do rio em barreirinhas mesmo (não lembro o nome). Lá encontramos as amigas de Zé Carlos, Gláucia, Vanessa, Nayara e a amiga dela que não lembro o nome (perdão), galera gente fina d+. Ficamos por lá até umas 17h. Ver texto completo »

Do que se trata

, , , , , ,
 

escrito por: em Histórias, Viagens

Depois de 3 meses apenas, vou contar “um pouco” sobre minha viagem para o Maranhão (se vier com piadinhas, vá pá porra).

Parte 1

Essa viagem foi como posso dizer… … … … marcante. Tudo começou no dia 03/07, partindo de Recife, fazendo uma breve conexão de 4h em Fortaleza, por alguns minutos o aeroporto ia me cobrar diária, mas beleza, num estudei, da nisso. O bom foi que deu pra dar uma volta e conhecer um pouco a orla de Fortaleza, uma passada pela feirinha na praia de Iracema, e uma caminhada até o começo da Praia do Futuro, tomei umas cervas com meu brother @1gabrielsantana na beira da praia esperando o tempo passar. Voltamos ao aeroporto e pegamos nosso vôo rumo a capital maranhense (São Luis) ao lado de uma veia com medo que a gente derrubasse o avião.

Ver texto completo »

Do que se trata

, , , ,