Buenos Aires parte II

9 dez de 2010
 

escrito por: em fotografia, Histórias, Viagens


Esse foi um dos dias que mais andei na minha vida, tinha decidido fazer todo o roteiro a pé, foram mais de 10 horas seguidas apenas com um copo de água na barriga de manhã até a noite, mas foi também um dos dias mais proveitosos pra conhecer as entranhas da capital Portenha.

Um conselho que dou a todos que vão viajar para algum lugar desconhecido, é que ande, ande muito, você acaba conhecendo coisas e lugares diferentes enriquecendo ainda mais sua viagem. Agora claro que você deve está sempre ligado na segurança, eu entrei em cada bocadas que pqp… mas faz parte.

Saí do Centro, passando por Porto Madero, Retiro até Recoleta.

Nesse passeio conheci desde a Torre dos Ingleses que infelizmente a cúpula estava fechada (a vista de lá de cima é coisa de outro mundo), até o Museo Nacional de Bellas Artes passando pelo Cemitério de Recoleta, Museu de Armas, Estação Retiro de Trem, entre outros lugares.

Todos os lugares que visitei tinham suas particularidades, mas o cemitério e o museu de belas artes foram os que mais me chamaram a atenção, o cemitério é fantástico, fiquei impressionado com as obras de artes que são os jazigos. Lá estão sepultados heróis da Independência, presidentes da República, militares, cientistas e artistas. Entre eles, Eva Perón (grande personagem histórica da Argentina), que é dona do túmulo mais visitado.

Fiquei sabendo pelo guia que arreguei de uma excursão que o “quarto” de Evita é o único que recebe flores todos os dias no ano, você sempre vai encontrar o jazigo enfeitado e muito bem conservado. Também tem uma história curiosa que é de uma gata que há alguns anos dorme de frente ao jazigo, acabaram apelidando a gata pelo mesmo nome da ex artista.

E o museu? Aaah o museu, é outro lugar que quem vai pra Buenos Aires não pode deixar de visitar, um dos principais da América Latina, onde reúne obras de grandes nomes como Picasso, Monet, Van Gogh, entre outros. Vale muito a pena conhecer, são 4 ou 5 andares (não lembro ao certo agora) e cada andar é um mundo diferente, infelizmente não me deixaram tirar fotos de lá, mas ainda dei umas escapadas e fiz alguns cliques.

Enquanto escrevo esse post e vou selecionando as imagens vai batendo uma nostalgia do cacete, quem me conhece sabe que tem muitos lugares ainda fora do Brasil que quero conhecer, mas pretendo voltar um dia pra Argentina e na próxima, com mais tempo, vou esticar para outros lugares além de Buenos Aires, como Patagonia, Terra do Fogo, Mendonza, entre outros.

Ainda tem muita coisa sobre essa viagem que aos poucos vou postando, fotos e histórias não faltam.


Prédio da Microsoft fica localizado no Centro. Deixei curriculo lá, até hoje estou esperando resposta.

Entrada do Museu de Armas, uma miniatura de Brennand.

Como não tem praia, o jeito é pegar sol no meio do parque.

A Torre dos Ingleses.

Estação Retiro.

Estação Retiro por dentro, fodástico.

Foi ai que peguei o trem pra conhecer o Rio Tigre, que conto em outro post.

Museu Ferroviário.

Escroto que nesse museu só tinha eu e uma familia com 3 pessoas,
provavelmente nem os próprios portenhos conhecem esse museu.
Ele fica meio entocado e achei por acidente, por isso eu digo, ANDE.

Hard Rock na Galeria Design.

Achei do caralho esse bar temático, mas infelizmente não deu pra ir lá a noite.
Quem sabe na próxima.

Cemitério da Recoleta, é tão foda que da até vontade de morrer.
Um condomínio de luxo fechado.

Tumulo de Eva Perón.

Uma breve invadida na casa dos outros.

Nesses jazigos ficam enterradas famílias inteiras. Essa aí fez quase uma cohab.

A capela ao lado, parece pequena, mas a danada é grande pra dedeu,
pra conhecer o museus dentro dela, você paga uma taxa de 2 pesos,
já não basta a sacolinha?

Por dentro.

Cemitério visto por cima.

Faculdade de Direito.

Essa flor tem uma história interessante, ela se abre ao nascer do sol e se fecha ao entardecer,
infelizmente não vi acontecer, até porque pra o sol se pôr demora um pouco por lá.
Ela é feita de aço e mede aproximadamente 25 metros de altura,
acabou se tornando um dos símbolos de Recoleta.

Mais um parque, esse ao lado do Museu de Belas Artes.

Uma das pouscas fotos que consegui tirar lá dentro.

VIsta da cobertura do museu.

Embaixada Brasileira.

Casa de Tango. Finalmente quando tinha decidido ir assistir a um show, chego lá, fechado =/

O Obelisco a noite.

Finalmente as 21h pude comer alguma coisa
e como meu espanhol é bom pra cacete, pedi isso ai sem saber =P.
A típica GOROROBA portenha.

Finalmente chegando ao meu albergue.

Do que se trata

, , , , ,